A IMPORTÂNCIA DE SE MANTER OS NÍVEIS DE HEMOGLOBINA GLICADA (Hba1c) O MAIS PRÓXIMO DO NORMAL POSSÍVEL, MESMO ANTES DO DIABETES ESTABELECIDO, NO PROGNÓSTICO DO RISCO DE DESENVOLVIMENTO DO DIABETES MELLITUS E DOENÇA CARDIOVASCULAR

Ficou bem claro com pesquisas e estudos recentes, que os níveis de hemoglobina glicada (Hba1c) e de glicemia de jejum são similares para o diagnóstico de diabetes,entretanto o diagnóstico é corretamente segura em caso de ser feito uma avaliação com glicemia pós prandial, pois de 30 a 40 % dos pacientes com glicemia normal, apresentam valores positivos após este tipo de avaliação. Caso contrario, o diagnóstico não estará completo.

 

No entanto, mais importante do que diagnosticar diabetes, foi que os níveis da hemoglobina glicada (Hba1c) fazem a previsão de doença cardiovascular ou morte, entretanto, os níveis de glicemia de jejum não apontam para fatores de risco significativo. A utilidade adicional da medida dos níveis de hemoglobina glicada (Hba1c) pode justificar o custo maior que significa este exame, em comparação com a medida dos níveis de glicemia de jejum, que é um exame barato.

 

É importante se fazer um controle glicêmico rigoroso para se diminuir o risco do desenvolvimento de doença cardiovascular.

 

Ficou demonstrado que altos níveis de hemoglobina glicada (Hba1c), mesmo quando controlados, podem aumentar o risco do desenvolvimento de doença cardiovascular.

 

Longe de se chegar a uma conclusão, o resultado desta observação, sugere que se mantendo os níveis de hemoglobina glicada (Hba1c) o mais próximo do normal possível, mesmo antes do diabetes estabelecido, pode ajudar a prevenir o desenvolvimento de doença cardiovascular.

 
12